FinOps: como lidar com o cenário de instabilidade?

Últimos Posts

Populares

Encontre por categoria
Jairo Oliveira
By
Junho 12, 2020

FinOps: como lidar com o cenário de instabilidade?

O crescimento do consumo de nuvem pública é uma realidade no mercado brasileiro, e isto acontece mesmo diante de um cenário econômico instável, onde a variação cambial tem impacto nos custos destes serviços. 

 

Acredito que este crescimento se dá, mesmo nesta situação, porque as organizações reconhecem o valor que a nuvem pública oferece em termos de estabilidade, flexibilidade e principalmente em vista da vasta gama de serviços que podem ajudá-las a evoluir rapidamente na utilização de recursos que tragam efetivo valor ao seu negócio.

 

Dentro deste cenário, a gestão financeira do consumo de nuvem pública passa a ser um dos pilares para o sucesso na estratégia de utilização de serviços de nuvem pública.

 

Vale ressaltar que a preocupação com gastos em nuvem pública não é um fenômeno exclusivo do Brasil, na verdade este tema é apontado em muitas pesquisas em todo o mundo como uma das principais, quando não a principal, preocupação dos executivos de TI com relação ao uso de nuvem.

 

Em uma pesquisa recente realizada pela 451 Research, 300 tomadores de opinião foram entrevistados, e 58% deles disseram estar gastando demais em recursos da nuvem quando comparado com o orçamento inicial. Isso porque falta informação, conhecimento e controle de todos os processos para otimizar o uso da nuvem.

 

Reforçando esta visão, o estudo Flexera 2020 State of the Cloud Report aponta que a otimização dos gastos é a principal iniciativa dentre os participantes da pesquisa.

 

image (2)

Diante desse cenário, nesse artigo, falaremos sobre a importância em ter a governança dos gastos em nuvem, sendo fundamental ter um planejamento específico para extrair da melhor forma as vantagens desse serviço. 

Como ter uma visão estratégica dos processos na nuvem?

A forma como a nuvem opera - serviços pagos pelo uso e alto grau de transparência na utilização dos recursos -  traz vantagens óbvias para o negócio, mas frequentemente também traz surpresas ao apresentar gastos acima do orçamento e relacionados a serviços que não necessariamente trazem benefícios ao negócio.

 

A gestão de custo de nuvem pública está entre os principais desafios das Organizações que se utilizam de nuvem pública, e muitas têm que lidar com o crescente gasto na nuvem.

Entre as principais preocupações estão:

  • Gastos acima do orçamento;
  • Desperdício de recursos;
  • Não aproveitamento de todas as opções de desconto dos Provedores;
  • Dificuldade em rastrear os gastos;
  • Falta de visão completa de todas as iniciativas de Cloud na Organização e necessidade de estabelecer um controle de gastos unificado;
  • Falta de padrão, ferramentas, processos e governança em otimização de custos aumentando o risco na utilização de nuvem;
  • Falta de mão de obra especializada (expertise)  para gerenciar e otimizar nuvens e ambientes híbridos de forma eficaz;
  • Ambientes multicloud complexos com detalhes de cobrança que variam drasticamente de acordo com o provedor;
  • Rápido crescimento do consumo de recursos que resulta em perda de controle da gestão financeira, geralmente devido à falta de governança,  ferramentas e expertise.

É nesse momento que entra o FinOps, prática de gerenciamento financeiro das despesas de nuvem. Da mesma maneira que o DevOps revolucionou o desenvolvimento quebrando silos e aumentando a agilidade, o FinOps aumenta o valor comercial da nuvem, reunindo profissionais de tecnologia, negócios e finanças com o objetivo de otimizar o uso de serviços de nuvens.

O que é FinOps?

O FinOps é uma combinação de práticas recomendadas que traz ferramentas de controle e planejamento que auxiliam o entendimento dos custos de nuvem e sua otimização.

 

imagem-artigo-traduzida

FinOps: Informar, otimizar e operar

A adoção da metodologia FinOps, executada de forma consistente, utilizando as melhores práticas e com a ferramentas adequadas permite a criação de um ciclo virtuoso que ao final traz as Organizações o benefícios do controle e economia de recursos e a possibilidade de adoção de novos serviços de nuvem que sejam de fato úteis ao negócio.

 

Este processo se apoia em 3 fundamentos que são:

  • Visibilidade da utilização dos recursos, com dados atualizados constantemente e histórico do consumo. Visão da alocação dos recursos áreas de negócio, sistemas, etc.
  • Adoção das ações necessárias que fazem sentido para o negócio. Modificação de planos de contratação, alteração de regiões de consumo, decisões de “rightsizing” ou mesmo desativação de serviços.
  • Busca por melhoria contínua baseada na adoção de práticas reconhecidas, benchmarking, rapidez de entrega e mudança cultural.

 

Neste sentido, entre as práticas comuns temos: 

  • Eliminação de recursos subutilizados ou não utilizados.
  • Alteração de retenção de snapshots
  • Mudança de tier de storage.
  • Compra  de recursos reservados.
  • Ações de Right-size” & “Right-family”. 
  • Uso de instâncias “spot”.
  • Uso de arquitetura “cloud native”.
  • Desligar serviços específicos após o horário comercial/feriados.
  • Usar tags para identificação de recursos, entre  outras ações

Modelo operacional com transparência do consumo de nuvem

O ambiente da nuvem monitorado em ação conjunta entre os departamentos financeiro e de operações torna os gastos mais transparentes, o que é essencial para realizar o gerenciamento das estratégias e definir a governança e as práticas recomendadas na nuvem, conforme citado no tópico anterior. Dessa forma, é possível ter maior controle financeiro e operacional, para então prover um investimento rápido, eficiente e consciente, com maiores chances de retorno e menos perdas inesperadas.

 

Como a Tivit pode ajudar?

Contudo, analisando todos os dados presentes nesse artigo, fica-se visível que, para alcançar um alto desempenho no uso da computação em nuvem e extrair os benefícios financeiros, é preciso criar uma arquitetura que reduza efetivamente os custos e permita a alavancagem de recursos para a implantação de uma governança de negócios. 

 

Muitas empresas possuem o conhecimento técnico e a experiência necessária, mas não dispõem de recursos para atuar de forma consistente na gestão financeira de nuvem pública.

 

Dentro desse contexto, o ideal é contar com parceiros experientes, que vão acelerar o processo de implantação, identificando e reduzindo perdas desnecessárias, além de aumentar o potencial dos negócios com um conjunto de processos que vão auxiliar em situações de instabilidade, como essa em que estamos enfrentando. 

 

Oferta FinOps da Tivit

A TIVIT tem uma oferta diferenciada para FinOps, com proposta de um serviço para atender desde uma demanda pontual de consultoria até um modelo de serviço gerenciado.

 

A nossa oferta está dividida em três modalidades distintas (Fast FinOps, Deep FinOps e Continuos FinOps), mas que também podem ser consumidas na forma de uma jornada, sendo  compatível com os três principais Players de nuvem pública (AWS, Azure e Google Cloud).

 

Fast FinOps: Iniciativa que contempla o aconselhamento, com indicação de melhores práticas para otimização do custo de nuvem.

 

Deep FinOps: Iniciativa que contempla o levantamento e a indicação de ações para otimização dos custos e a execução das alterações sugeridas.

 

Continuous FinOps: Oferta de serviço FinOps com engajamento recorrente como um serviço gerenciado, podendo ser contratados em múltiplos de 12 meses.


finops-imagem

 

Oferecemos o serviço de FinOps com o objetivo de apoiar as iniciativas dos clientes em gerir de forma eficaz seus gastos em nuvem. Contamos com time especializado, experiência em gestão de custos em diferentes cenários (tipos de workloads, tipos de negócio, etc.), parceria com os principais players de nuvem e ferramentas de apoio para análise e relatórios.

 

Entre em contato com nossos especialistas e tire suas dúvidas sobre nossa solução de FinOps.

Receba novidades

New call-to-action
New call-to-action

Categorias

Ver todas