TIVIT BLOG

Últimos Posts

Populares

Encontre por categoria
TIVIT CLOUD
By
Setembro 01, 2017

Jornada para a nuvem: Analise seus sistemas legados

Ao iniciar a jornada para a nuvem,  algumas empresas enfrentam a dúvida do que fazer com seus sistemas legados, dependendo do quão antigo ele é. Segundo dados do Free Online Dictionary of Computing (FOLDOC), sistema legado “é um sistema ou aplicação que continua a ser utilizado em razão do custo para substituí-lo ou redesenhá-lo, mesmo considerando sua fraca competitividade e compatibilidade com versões mais modernas”.

 

Este tipo de sistema pode ser encontrado nas mais variadas organizações de todos os segmentos, incluindo algumas de grande porte como a Marinha dos EUA e o Aeroporto de Paris-Orly.

 

Muitas vezes, sistemas críticos para o funcionamento da empresa, especialmente quando são complexos, altamente customizados e caros, tem suas atualizações e migrações evitadas ao máximo. Justamente pelo esforço necessário para implementá-lo, tanto do ponto de vista técnico, quanto do operacional e também do financeiro.

 

Em situações assim, é importante avaliar qual caminho melhor soluciona os desafios da empresa e o que é melhor fazer com os sistemas legados. Dependo da idade e das restrições do sistema em questão você pode optar por:

 

Reescreva o código

 

Reescrever o código para adaptação ao consumo PaaS (Plataform as a Service) é uma opção. Este modelo não exige troca de sistema e fluxos de negócios já implementados, porém exige a recodificação da aplicação para o serviço mencionado acima.

 

Lift-and-Shift

 

Porém, as vezes essas aplicações que são deslocadas para a nuvem não podem tirar o máximo proveito dos recursos nativos em nuvem, o que nem sempre pode ser uma migração econômica.

 

Substituir

 

Neste cenário você pode substituir o seu sistema antigo, por uma aplicação SaaS (Software as a Service). Por exemplo, a sua empresa pode comprar sistemas como ERP ou CRM em um modelo SaaS e readequar todo seu fluxo de negócio para este novo sistema.

 

Esse cenário pode ser uma boa opção, mas é preciso prever budget para novos treinamentos a todos os usuários da empresa e a longo prazo, após readequação, a redução de custo será percebida.

 

Então o que fazer com meu sistema legado?

 

Avaliar com cuidado esta etapa é importante para evitar investimentos indevidos e dores de cabeça, não só para sua equipe de TI, como para empresa como um todo. Por isso, cada caso de sistema legado é único, e possui limitações técnicas que podem variar.

 

Ao optar por uma migração no modelo Lift-and-Shift, por exemplo, é importante prever o tempo de compatibilidade e suporte do fabricante. Em muitos cenários, mesmo levando o sistema de forma intacta através de réplicas de servidores, é possível perder esse suporte.

 

Existem algumas possibilidades para o seu sistema legado, como substituir por algo novo, evoluir para uma versão mais moderna, se é que ele ainda é atualizável ou conectar as duas coisas, sem alterar a base e disponibilizando certas ferramentas e funções na nuvem.

 

Ainda está em dúvida do que fazer com o seu sistema legado? A TIVIT conta com um time de especialistas em cloud que pode apoiar a sua empresa nesta decisão. Nossa expertise e visão consultiva auxilia e acelera a jornada para a nuvem dos nossos clientes, por meio de um completo portfólio de serviços em cloud.

Até breve!

 

Entre em contato conosco.

 

Jornada para nuvem

 

Receba novidades

Nova call to action
New call-to-action

Categorias

Ver todas