TIVIT BLOG

Últimos Posts

Populares

Encontre por categoria
TIVIT CLOUD
By
Fevereiro 22, 2018

Migrar SAP para a Nuvem: 5 perguntas para fazer antes

Entenda o que é importante avaliar antes de decidir iniciar o processo de migração de SAP para a Nuvem

 

É comum encontrar empresas com um certo número de funcionários que utilizam diversos aplicativos sem muita integração entre si e usam o sistema SAP já há algum tempo, funcionando relativamente bem. Mesmo assim, muitas vezes, os gerentes de TI acabam decidindo por uma migração para a Nuvem, por enxergar benefícios sem verificar os reais desafios do processo que, para muitas organizações, costuma ser bastante assustador (obviamente quando feito dessa forma).

 

 

A Cloud é uma alternativa de infraestrutura cada vez mais poderosa para aplicativos empresariais essenciais. É uma ótima maneira de evitar despesas de capital e custos de manutenção, ao mesmo tempo que ganha escalabilidade sob demanda. Em particular, implementar o SAP na Nuvem pode transformar uma paisagem SAP em um sistema ágil, econômico e escalável, permitindo que uma organização funcione melhor e responda mais rapidamente às mudanças nas condições de mercado, além de aproveitar as novas tecnologias e modelos de negócios.

 

As duas grandes questões são: como sua empresa pode descobrir o momento certo de fazer a migração de um sistema tão importante para suas operações e como fazer essa migração de forma mais planejada e tranquila?

 

Como primeiro passo é preciso definir qual é o motor que impulsiona essa mudança dentro da sua empresa: é o custo com hardware ou são os benefícios relativos aos negócios? O caso dos benefícios comerciais desse tipo de migração são mais amplos e envolvem questões mais aprofundadas. Mas o caso de custos com hardware tem uma tendência por trás: segundo um estudo da Cisco, até 2018, mais de quatro quintos do tráfego dos Data Centers, 83% ao todo, será baseado na nuvem. Isso significa que essa vai ser uma das escolhas para boa parte das empresas ao redor do mundo.

 

Migrando SAP para a Nuvem

 

Migrar sua carga de trabalho SAP para a nuvem possui um grande benefício financeiro em termos de redução de custos de infraestrutura e operação. No entanto, alcançar esse ROI requer um planejamento cuidadoso da migração. A falta de preparação é uma das maiores razões pelas quais as migrações de nuvem SAP - entre outras - vão mal.

 

E dentro disso, existem cinco principais questões a serem antecipadas e planejadas ao mover as cargas de trabalho SAP para a nuvem:

  1. Como garantir um dimensionamento seguro da minha infraestrutura de TI para a nuvem?

O processo de padronização é usar a ferramenta SAP Quick Sizer que fornece o tamanho da infraestrutura necessária em termos do SAP Application Performance Standard (SAPS). Os SAPS são utilizados por fornecedores de hardware certificados para garantir a infraestrutura e estimar custos e são revisados pela equipe técnica para fazer ajustes com base em sua experiência para chegar ao Bill of Material (BOM) final.

  1. Qual será o design de infraestrutura a ser utilizado?

Faixas de discos rígidos, grupos de volumes e considerações de arquitetura são críticas. Você experimentará a degradação significativa do desempenho se este exercício não for realizado corretamente. É necessário ter colaboradores experientes da equipe com relação a esse ponto ou então você vai perder um certo tempo fazendo troubleshooting.

  1. Como proporcionar a continuidade do negócio no futuro?

Ao projetar para alta disponibilidade e recuperação de desastres na nuvem, é muito importante aproveitar ao máximo as capacidades da nuvem pública. Um caso é o uso de grupos de disponibilidade para que o serviço esteja sempre em execução mesmo quando as atividades de manutenção estão sendo executadas. Outro, é o de utilizar recursos de armazenamento e replicação automática de carga de trabalho em áreas geográficas para redundância.

  1. A nuvem oferece a segurança e conectividade de rede que preciso?

Embora os principais provedores de nuvem pública ofereçam uma ampla gama de infraestrutura incorporada, dados e segurança no nível de operação, a implantação de dispositivos de segurança de terceiros adicionais, incluindo firewalls de rede e web, varredura de vulnerabilidades e anti-malware para proteger o ambiente em múltiplos camadas são algumas das recomendações neste caso. Com os riscos de segurança cibernética crescendo consideravelmente, também é relevante implementar uma solução de monitoramento de segurança proativa e em tempo real, como uma solução de segurança de informações e gerenciamento de eventos (SIEM).

 

Com relação à conectividade de rede, a maioria das cargas de trabalho da SAP lidam com grandes volumes de dados, de modo que mover esses dados para a nuvem exige a escolha de uma localização adequada do Data Center na nuvem, além da necessidade de especificar sua conectividade de rede e largura de banda. Como a SAP interage com muitos outros sistemas para o tráfego de dados de entrada e saída e simultaneamente suporta usuários da aplicação, é melhor ter a conectividade de pelo menos 1Gbps.

  1. Quais aspectos financeiros envolvidos na migração para a nuvem?

É importante não esquecer dos aspectos financeiros da migração para a Nuvem. Além dos já mencionados prejuízos em caso de indisponibilidade do SAP, dada sua posição central na gestão e operação da empresa, existe um outro aspecto importante dentro das finanças que deve ser avaliado: investimento em hardware. Para que o sistema rode remotamente com eficiência, é fundamental conferir se a infraestrutura atual é suficiente, ou se precisa de investimentos em melhorias.

 

As respostas para esta e outras questões similares que surgirão durante este projeto podem ser dadas por especialistas em migração, de modo que este tipo de serviço é altamente recomendável.

 

Nova call to action

Receba novidades

Nova call to action
New call-to-action

Categorias

Ver todas