TIVIT BLOG

Últimos Posts

Populares

Encontre por categoria
TIVIT One Cloud
By
Fevereiro 10, 2017

Serviços de corretagem em nuvem: Serão os brokers os sistemas de integração do amanhã?

corretor-nuvem.jpeg

Os Cloud Service Brokers são muito parecidos com qualquer outro tipo de corretor – neste caso, agindo em nome de clientes para agregar, integrar e personalizar ofertas de nuvem através de vários provedores. Serviços de corretagem de nuvem se tratam principalmente de gestão e governança, devido ao fato dos Brokers conseguirem eliminar a necessidade das empresas de fazerem todo o trabalho de forma manual. É uma atuação de rápido crescimento, crescente e que demandará muitas atividades nos próximos anos, de acordo com o instituto Gartner.

 

Gartner estima também que o mercado de serviços de corretagem em nuvem chegará a $160 bilhões de dólares em 2018.

“Os provedores de nuvem não estão no mercado somente para certificar que todos [os serviços em nuvem] estão integrados”, disse Daryl Plummer, vice-presidente de gestão e chefe de pesquisa de Computação em Nuvem do Gartner. “Você precisa de alguém para administrar, governar e personalizar todos os serviços que estão indo para a nuvem. Você precisa de um intermediário, alguém para garantir que toda a integração está funcionando.”

Os clientes estão começando a usar o termo “corretor de nuvem” com mais freqüência agora, afirmou Plummer, porque eles estão começando a perceber que precisam de ajuda além de apenas migrar seus sistemas para a nuvem.

Isso é má notícia para os revendedores tradicionais e provedores de serviços gerenciados que ainda não estão em transição para um mundo centrado em nuvem. Especialistas dizem que eles podem ter uma perda significativa em seu negócio se eles não mudarem seus modelos em breve.

“Como a sua empresa vai para a nuvem, você não precisa comprar mais hardware e software, mas apenas o serviço de hardware e o serviço de software, e então a integração de sistemas deixa de existir e se tornam a integração de serviços – e é exatamente este último item o que um corretor de nuvem faz ”, explicou Kevin Jackson, CEO e fundador da GovCloud Network – empresa de consultoria que trabalha com organizações e órgãos federais -, ele ainda acrescenta que “o integrador de sistemas de amanhã é, na verdade, um corretor de serviços em nuvem”.

As três áreas em maior  destaque para a corretagem de serviços de nuvem são: governança de plataformas de gerenciamento de nuvem, que orquestra ou provisiona serviços de Nuvem; integração dos diferentes serviços em nuvem; e agregação com marketplaces de soluções em cloud para encontrar empresas que fazem o trabalho, disse Plummer.

No mundo do hardware, a principal questão era ter certeza de que os sistemas foram instalados corretamente e estavam funcionando e, no mundo da nuvem, se um cliente compra 1.000 licenças para a Salesforce, os corretores monitoram e acompanham as licenças para garantir que pelo menos 90% destas 1.000 estão sendo usadas.

Falando ainda um pouco sobre corretores de nuvem e o que os analistas de mercado enxergam para o futuro, pode-se concluir o seguinte: ainda será uma estrada sinuosa rumo a descoberta de como os Cloud Service Brokers, não importa se você usa o termo ‘corretor’ ou não, ajudarão as empresas nesse cenário cada vez mais diversificado. Não há nenhuma maneira de lidar com o grande número de provedores de nuvem e os serviços que eles oferecem sem alguma ajuda. Sem ela, cloud computing poderá desaparecer.

Fonte: Techtarget

Receba novidades

Nova call to action
Nova call to action

Categorias

Ver todas